A necessidade de se apostilar em tabelionato uma certidão e a sua respectiva tradução advém da entrada do Brasil na Convenção da Apostila de Haia em agosto de 2016.

 

A partir de então, os documentos públicos expedidos pelo Brasil devem passar por uma espécie de autenticação de origem, a chamada apostille.

 

A coordenação e regulamentação da mesma é de responsabilidade do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e varia em tempo de feitio de acordo com cada tabelionato/cartório. Para maiores informações, acesse: www.cnj.jus.br.

É importante saber que a apostila do original deve anteceder a apostila da tradução, de acordo com o Provimento Nº 62 de 14/11/2017 do CNJ.

Observações

Atualmente, aqui em Porto Alegre, compete aos cartórios a apostila de certidões de registro civil (nascimento, casamento e óbito) e aos tabelionatos, portanto, compete apostilar demais documentos: traduções juramentadas, históricos, diplomas, processos judiciais, CNN, certidão de antecedentes criminais, etc.

 

Os tabelionatos próximos ao escritório onde tenho firma são o 1º, 4º e 9º.

Convenção

de

Haia

         

            55 51 -  3369 31 92 (escritório)/ 98118 52 69 (celular/ WhatsApp)

             

            paola.merode@gmail.com

         

            Av. Praia de Belas, 1212 sala 424 - Bairro Praia de Belas - CEP 90110-000, Porto Alegre/RS (em frente ao Shopping Praia de Belas)